Núcleo de Gestão da Estácio vai abrir atendimento ao público dia 20

Se você tem uma empresa e está precisando de orientações e ideias criativas nas áreas de marketing, gestão de Recursos Humanos ou análises de mercado marque na agenda que no próximo dia 20 de março o Núcleo de Práticas de Gestão, do Centro Universitário Estácio da Amazônia, retoma suas atividades gratuitas para a comunidade.

O atendimento no núcleo funciona de segunda a quinta-feira, no horário das 15h às 17h e das 18h30às 20h. Este será o segundo ano em que alunos da Estácio terão a oportunidade de colocar em prática os ensinamentos na sala de aula com orientação empresarial nas áreas de marketing, planejamento estratégico e gestão de equipes.

De acordo com a professora do Centro Universitário e coordenadora dos cursos de Gestão e Administração, Janaína Costa Ribeiro, além de oferecer atendimento gratuito a comunidade, os estudantes também utilizam o Núcleo para a realização de grupos de estudos e pesquisas nas áreas de empreendedorismo, finanças pessoais, meio ambiente, responsabilidade social e turismo. “A participação no Núcleo é uma forma de preparar melhor os alunos para o mercado de trabalho, pois estarão vivenciando as práticas que são comuns à profissão, já que o objetivo principal é atuar nas esferas de ensino, pesquisa e extensão por meio de trabalhos de orientação empresarial, consultoria, pesquisa, ações de extensão e investigação científica”, completa.

Ela explica que a cada semestre são selecionados seis acadêmicos para atuar no Núcleo. Os estudantes devem cursar a partir do 6º semestre. “Porém, o Núcleo é aberto a todos os alunos conforme as demandas dos docentes”, disse, informando que os cursos participantes são: Administração, Agronegócios, Ciências Contábeis, Gestão de Recursos Humanos e Gestão Ambiental.

A professora destaca ainda que, além de oportunizar aos alunos um espaço para extensão do conhecimento, o local proporciona uma interação com o empresariado e o mercado de trabalho. É nesse ambiente, por exemplo, que os estudantes analisam e identificam problemas nas empresas, selecionam as estratégicas e soluções que possam potencializar os melhores resultados nessas organizações.

“Ao mesmo tempo em que as atividades são realizadas, a troca de conhecimentos e vivências contribui para implementar mudanças nos processos e gestão das empresas, sem esquecer de internalizar valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional, além de desenvolver competências nos alunos para empreender, analisando criticamente as organizações, e também antecipando e promovendo suas transformações”, ressalta.

Deixe um comentário